Archive | junho, 2010

Man Glaze

30 jun

E ai minhas gatas-garotas?

Como é difícil começar um blog né não? Começar não, começar é fácil, ainda mais quando gostamos de escrever (que é meu caso). Mas divulgar, fazer com que as pessoas se interessem pelo mesmo que nós. E acho que o propósito de todos que começam a redigir um blog é o reconhecimento. Quem não gosta de ser amado, agraciado, ainda mais por pessoas que nem mesmo nos conheçem?

Todo mundo! E quando começei esse blog meu único e principal objetivo era dividir minha profissão e minha vida de manicurista com quem tem o mesmo carinho por unhas como eu!!

Pelo caminho vieram as parcerias, as novas amigas e muita coisa nova, porque através de todas as meninas que escrevem sobre o tema, a gente conheçe muita coisa que não conhecia.

Com certeza na blogosfera sobre unhas, não tem ninguém melhor do que ninguém! Existem aqueles blogs que tem 100 comentários num post. Outros, uns 2 apenas, mas nem por isso são inferiores. Porque oque qualifica um bom blog, com toda certeza não é a quantidade de comentários, mas sim o carinho que a dona passa através de suas palavras.

É claro que todos gostam que muitas pessoas comentem o que escrevemos porque significa que gostaram muito. Mas não é isso o mais importante!!

Quando começei minhas parcerias, tinha como intuito testar e conhecer novos produtos e postar minha opinião de profissional as minhas leitoras.

Continuo com esse objetivo, mas o mas bacana é conhecer tanta gente legal, boa, que mostra que não é apenas um gerente ou um assessor, mas sim, uma pessoa que se preocupa com seus consumidores.

E hoje vim falar de um deles, por quem adquiri um carinho mais que especial. O Marc, da Man Glaze.

Essa foi uma das minhas surpresas. Quando li o e-mail do Marc, totalmente carinhoso e interessado pelo meu trabalho não pude acreditar. Ele de tão longe, me tratou com todo carinho e interesse do mundo e teve a simpatia de me mandar 3 amostras dessa marca incrível.

Os Esmaltes Man Glaze.

A Marca Man Glaze foi criada com o intuíto de difundir o estilo Matte nas unhas mas com muito estilo. Especialmente usada por homens, roqueiros e celebridades os Man Glaze são únicos, possuem um vidrinho mega radical e que com certeza dá prestígio a qualquer pessoa que os use!!

Quando recebi os meus não acreditei. A originalidade e personalidade imposta nas cores escuras e impressionante. E a textura do Matte não é nada parecida com o que temos por aqui. Eu simplismente amei. Dá só uma olhadinha:

 

Luxxoo Total!!

Olha que máximo os nomes!!

Brilho total!! 1 camada de Fuggen Ugly e 2 de Hot Mess!!


Meninas, depois posto os sawtches das três cores sozinhas!!

Mark, Thank’s so much, you’re amazing guy!!

Maiores informações sobre a Man Glaze:

Site: Man Glaze

Live Fast 57 Clinton Street, New York, NY 10002
Broken Cherry 1734 W. North Ave., Chicago, IL 60622
Thr3ee 1632 W. Division Street, Chicago, IL 60622

KOTZAK Rock & Roll Store & On Stage Records  Filippou75, 54635 Thessaloniki, Greece

________________________________________________________________________________________

AH, UMA GRANDE NOVIDADE!! MENINAS, FIQUEM ATENTAS. FECHEI UMA PARCERIA INCRÍVEL E LOGO VAI ROLAR UMA MEGA PROMOÇÃO!! AVISEM AS AMIGAS E FIQUEM ESPERTAS. VOCÊS NÃO VÃO QUERER PERDER ESSA!!

COMO SURGEM O NOME DOS ESMALTES?

28 jun

O esmalte surgiu milhares de anos atrás. No Egito, a realeza utilizava uma coloração vermelha, chamada de henna.

Na China, no século III a.C., foi inventada uma tintura para as unhas, parecido com o esmalte atual. Mas, como conhecemos hoje, só apareceu mesmo em 1925. O tom era um rosado e o estilo em que ele era aplicado era bem peculiar: o esmalte era passado somente na metade da unha, o famoso “meia-lua”.

 Antigo ou não, não se sabe ao certo quando cada cor ganhou um nome. O importante é que cada esmalte é apelidado de uma maneira e isso só facilita muito a nossa vida. Mas você sabe da onde vêm os nomes dos esmaltes?

Segundo o gerente de produtos da Impala, Victor Munhoz, os nomes dos esmaltes é uma combinação entre significado e cor. “Unimos a parte principal do conceito da coleção que estamos lançando com a cor de cada esmalte”. Na Impala, por exemplo, os nomes são escolhidos de acordo com o conceito que a coleção quer passar para a consumidora. “Na ‘Divas’ fizemos uma pesquisa e selecionamos uma série de possíveis nomes. Depois foi feita uma triagem e excluímos aqueles que não combinavam com as cores”. O resultado dessa experiência foram as 12 tonalidades, com nomes como Marylin, Jackie, Madonna, Jane, Audrey, Catherine, Brigitte, Sophia, Nicole, Charlotte, Gilda e Gisele.

Victor acredita ainda que, mesmo os nomes sendo cuidadosamente escolhidos, a cor é quem manda. “A mulher busca o esmalte pela cor. O nome ajuda muito, mas a atração é primeiramente pela cor.” Por ano, a Impala lança no mercado, em média, 60 nomes diferentes de esmaltes. E são necessários pelo menos 8 meses de trabalho para o desenvolvimento de uma coleção.

A Big Universo também tenta combinar nomes e cores. A razão social da empresa surgiu por conta da paixão arrebatadora de Gilmar Leite Siqueira – dono e químico responsável pela marca – pelo universo. O sentimento foi parar nos nomes dos esmaltes, que também possuem referências astronômicas.

Clarissa Ezaki, gerente comercial da Orion Cosméticos, responsável pela distribuição dos esmaltes da Big Universo, conta que, antigamente, os nomes dos produtos eram escolhidos de acordo com a cor original. “Logo que começamos, procurávamos ligar as cores com algum elemento do universo. Por exemplo, a ‘Estrela de Antares’ tem uma cor avermelhada, então demos esse nome a um esmalte da cor vermelha”.

Atualmente, Clarissa afirma que está cada vez mais difícil manter o programa inicial para a escolha dos nomes. “Agora, com 128 cores, não estamos mais conseguindo ligar o nome com a cor verdadeira, então vamos com o que achamos que combina melhor”.

Mas o conceito da Big Universo continua o mesmo: colocar nomes do universo nos esmaltes. “Queremos, cada mês lançar uma cor nova, mas, com isso, fica cada vez mais difícil manter o perfil da marca”, se diverte.

Mas, às vezes, a empresa recorre a algum outro elemento da natureza. “O ‘Aqua’, por exemplo, queríamos chamá-lo de ‘Poseidon’, por conta do Deus dos Mares, na mitologia grega, mas achamos o nome muito forte para a cor, então optamos por ‘Aqua’”, conta. “Quanto não temos mais opções no universo, o jeito é apelar para a natureza”.

Na Colorama, para os aproximadamente 30 nomes lançados por ano, o processo não é diferente dos outros. “Acompanhamos junto com nossos escritórios de Nova York e Paris as tendências de moda que estão nas passarelas e desenvolvemos as cores e o tema-conceito da campanha. E é em torno desse tema que giram os nomes dos esmaltes”, afirma Adriana Garcia, Gerente de Produto de marca.

O “Rosa Chiclete”, por exemplo, surgiu carregado de significado. “É um nome feminino, jovem e com uma dose suave de irreverência. Combina perfeitamente com a cor vibrante e ousada do esmalte”, afirma. Além disso, podemos citar a cor “Absinto”, um verde claro que remete à cor da bebida alcoólica e o “Arranha-Céu”, que, segundo Adriana, foi “um nome que surgiu quase de imediato quando olhamos a cor, um cinza urbano e moderno”.

Segundo ela a cor não influencia na hora da escolha, mas, com certeza, traz um ar mais charmoso e interessante ao mundo dos esmaltes. “Para a mulher brasileira, o esmalte é um acessório fundamental e, muitas vezes, a escolha da cor está relacionada com seu estado de espírito”, afirma.

“A cor ‘Batom Vermelho’, por exemplo, a linha Única Camada, representa bem a busca pelo tom vermelho sedutor, assim como a ousadia de uma cor mais vibrante e arrojada é perfeitamente traduzida no nome ‘Atrevida’. Imagine que sem graça seria se no mundo colorido e divertido dos esmaltes, os nomes se limitassem a vermelho 1, 2, 3, 4…”, brinca.

Mel Girão, diretora Executiva de Marketing da Risqué, afirma que o processo para o desenvolvimento dos esmaltes da marca não foge à regra. “Os nomes das cores são escolhidos de acordo com o conceito desenvolvido para a coleção ou edição que está sendo trabalhada”.

Segundo ela, para a criação de cada coleção da Risqué é desenvolvida uma pesquisa minuciosa sobre história, costumes, hábitos e tendências da moda nacional e internacional. “Os nomes dos esmaltes da Coleção Outono/Inverno 2010 Risqué Jóias Místicas, por exemplo, foram inspirados na beleza existente nas diferenças, representada nessa coleção pelo fosco e o lapidado”. O resultado pode ser visto nos foscos Pedra Granada, Lápis Azul e Topázio Púrpura, além dos brilhantes Diamante Roxo, Citrino Nude e Turmalina

O mesmo aconteceu com a recente coleção da Penélope Charmosa: diversos tons de rosa inspirados na personagem mais feminina da Corrida Maluca. “A coleção traduz a mulher atual e moderna que enfrenta os desafios do dia-a-dia, está sempre disposta e nunca perde o seu charme rosa”.

Para a profissional, o nome dos esmaltes é fundamental e influencia, sim, na hora da escolha da cor. “O nome é fundamental na hora da escolha da cor. Atualmente, o esmalte é usado como um acessório de moda e, considerando esta evolução, a marca faz um trabalho mais ousado em cores e nomes que agradam desde as consumidoras mais tradicionais até as mais antenadas”.

Vila Mulher

ESMALTES HOLOGRÁFICOS

26 jun

Flúor, vermelho, roxo, cores da seleção brasileira no clima da Copa, misturinha, francesinha. Se você é fã de esmaltes com certeza já usou essas opções e muitas outras, mas já ouviu falar de esmalte holográfico? Pois então, a novidade já começa a fazer sucesso no exterior e promete até efeito 3D.

O principal diferencial desses esmaltes é o fato de que eles têm muito, mas muito brilho mesmo.

E apesar da grande quantidade de glitter eles não ficam ásperos como acontece com os esmaltes comuns que tem glitter. Além disso, as micropartículas refletem luzes de maneira multicolorida. Eles criam um efeito diferente a cada vez que são expostos a diferentes tipos de luz, por exemplo solar ou em ambientes fechados.

GLITTER GAL

Algumas marcas internacionais têm linhas inteiras. É o caso da Milani que tem a coleção 3D Holografic com esmaltes em tons verde, azul, dourado, etc. A famosa OPI lançou os holográficos na linha ‘Alice in Wonderland’, pegando o mote do filme 3D, são quatro cores. O hit da coleção é o ‘Absolutely Alice’ um super azul. A marca China Glaze e Glitter Gal também têm seus holográficos.

ALICE IN WONDERLAND - OPI

Eles ainda não são vendidos aqui no Brasil e os sites das marcas também não fazem entregas por aqui. Por isso se você gostou, vale comprar em lojas virtuais de cosméticos internacionais, essas sim entregam por aqui, um exemplo é a http://www.head2toebeauty.com. Neste site o preço não é alto, a unidade custa U$3,30, cerca de R$6, o problema fica por conta das altas taxas de entrega.

CHINA GLAZE

Aqui no Brasil esse tipo de esmalte não é fabricado por nenhuma marca, mas encontramos um que se aproxima. São os esmaltes da linha ‘Glitter Forte’ da Hits. Como o nome já diz, eles têm uma grande quantidade de brilho, por isso conseguem gerar um efeito parecido, mas sensação é áspera e não lisa como a dos holográficos. A linha oferece várias opções de cores, uma delas é a ‘370’ , um azul que lembra bastante o ‘Alice in Wonderland’. Cada frasquinho da ‘versão brasileira’ custa R$ 3.

HITS 388

GÊMEO DO ALICE OPI - HITS 370

Vila Mulher

Esmaltes da Semana

24 jun

Como vão as moçoilas?

Eu vou bem. Nossa, peguei um pé pra fazer ontem que pelo amor…Nenhum me deixa arretada mas o de ontem…Demorei simplismente 2 horas só pro pé..Uous….Isso é um tipo de coisa que faz minha alegria mas como alguém consegue deixar o pé chegar até aquele ponto…só rezando, afff..

Hoje vim mostrar dois esmaltes que usei esta semana e minhas opiniões:

POR-DO-SOL PANVEL

AMEI!! A cor é bem linda, na minha unha precisei de duas camadas + topcoat. Fiquei 3 dias com o esmalte e por eu mexer todos os dias com removedor de esmaltes, alicates, algodão e mais coisas de casa, ele não deu nem uma lascadinha e ficou perfeito!! Nota 10!!

MAC BLUE INDIA BRASILEIRO

E hoje vagando pelo Passaneura, me deparei com uma misturinha para o Mac Blue India. Corri tentar fazer o meu só que achei que ficou muito azul. Usei as três cores necessárias (preto, branco e azul forte). Se quiser ver a quantidade certinha, dá uma corrida lá no Passaneura! Olha só como ficou o meu:

Adorei a cor (apesar de não ter ficado muito parecida) passei um topcoat por cima e ficou tudo! Vou fazer mais!!

Bom linda, por hoje é só. Amanhã cedo to de folga (BRASIL) mais a tarde mergulho nas unhas!!!

Beijos e até!

COPA AMAZÔNIA

23 jun

Amorecos, como vão todas? Eu estou bem, pra variar na correria!!

Hoje vim falar de uma parcerona, que adoro de paixão. A Copa Amazônia.

 

Empresa genuinamente Amazonense, tomou o desafio de distribuir no Brasil e no mundo, produtos naturais extraídos da maior biodiversidade do mundo, a floresta Amazônica, utilizando os recursos naturais associados ao desenvolvimento sustentável dos povos da floresta. Para tal, mantém parceria com as maiores indústrias do ramo de cosméticos da região Amazônica, afim de disponibilizar aos seus clientes produtos de primeira qualidade associados à eficácia desses mesmos produtos. Temos o maior portifólio Amazônico no setor de cosméticos Naturais. A COPA AMAZÔNIA, tem como finalidade disponibilizar as pessoas, as maravilhas existentes na área de saúde, beleza e bem estar, com os PRODUTOS NATURAIS DA AMAZÔNIA

 E para começar esse deliciosa parceira, a Copa me mandou alguns de seus principais produtos para teste!

Na ordem: Amolecedor de cuticulas com óleo de cravo, manteiga de cupuaçu e própolis, Creme Esfoliante para os pés com óleo de mauritia, PPG7 e pedra pomes, Base fortalecedora e Sabonete Íntimo

Já usei todos eles e posso dizer: São excelentes.

Amolecedor: Apliquei nas cutículas, massagiei bem e deixei descançar por uns 10 minutos sem imersão em água. Empurrei com a espátula e saiu quase tudo. Ficaram apenas umas pelinhas que tirei com o alicate. Ficou super macio e não despelou.

Esfoliante: Super cheiroso, espalha bem sobre a pele e não agride. Deixou meu pé super macio e bem refrescante!

Base: Só usei duas vezes ainda. Minha unha ficou um pouco mais resistente e não atrapalhou na aplicação do esmalte. Continuarei usando pra saber qual o efeito a longo prazo.

Sabonete: Apesar da cor ser um pouco esquisita (um marrom meio bordo), o cheiro é super agradável, bastante espumosos e deixa a pela bem macia. E nos “países baixos” a coisa ficou bem refrescante e arejada (rsrsrs).

Mas é isso Ai. Adorei os produtos e recomendo a todos. Os produtos provindos de recursos naturais, da mata, são os mais ricos para a nossa pele e proporcionam uma beleza fora de série.

Convido a todos a visita ao site e não deixem de conferir tudinho!!

Copa Amazônia

Beijos